Skip to content

Observatório das Empresas

Plataformas Digitais

Porque é que plataformas como a Uber ou o AirBnB são tão bem sucedidas?

O essencial da mudança de pensamento é que estamos a mudar de um mundo de um para muitos para um de muitos para muitos. Trata-se de uma interligação entre as pessoas à escala global.

Uma das criações da era digital é a das plataformas: espaços onde os consumidores se encontram com as empresas que podem oferecer-lhes os serviços e produtos que desejam. Assim, numa plataforma, como assinala Mark Bonchek, Chief Epiphany Officer da Shift Thinking, há clientes de ambos os lados: compradores de um, mas também fornecedores do outro. As plataformas, adverte Bonchek, obrigam a uma mudança fundamental: ter uma economia e um modelo de comunicação que vai de um para muitos, mas noutro, como em rede, de muitos para muitos. E isso implica que as mensagens têm de passar de imperiosas a atraentes e que o conceito de público desapareça para dar lugar ao de comunidade.

Por seu lado, Willem Jonker, CEO da EIT Digital, alerta que os empresários têm de entender qual é a lógica da economia de plataforma antes de participarem numa, assim como estudar se a participação numa plataforma se encaixa ou não no modelo de negócio da empresa. Em relação ao primeiro, o CEO da EIT Digital mostra que o esforço para criar uma plataforma é alcançar o tudo ou nada. Embora existam plataformas que competem no mesmo mercado, noutras ocasiões não é assim. As empresas que querem entrar numa plataforma precisam de ter em conta pelo menos dois possíveis custos: um é o económico, porque as plataformas geralmente cobram uma parte da faturação e o outro é o da informação: numa plataforma, é ela quem tem acesso direto aos dados do cliente. E há empresas para as quais o controlo desses dados é muito importante.

Mark Bonchek e Willem Jonker
CEF da Shift Thinking / CEO da EIT Digital

Mark Bonchek estudou Economia em Princeton e Política Económica em Harvard. Desde o início da sua carreira que está ligado à tecnologia e a estudar as mudanças de paradigma, uma via de pensamento que o levou a fundar a Shift Thinking, uma consultora focada em fazer entender as características da nova economia. Willem Jonker começou a estudar matemática e engenharia informática e filosofia. Desde setembro de 2010 é o CEO do Instituto Europeu de Inovação e Tecnologia, EIT Digital. É uma organização de educação para o empreendedorismo e inovação digital que está a transformar a economia europeia.

Plataformas Digitais Transformação Digital Clientes E-Commerce

Conheça as nossas soluções que vão mudar a forma como faz negócios

Artigos relacionados

Ajudamos a sua empresa a preparar-se para o mundo digital

Faça o seu diagnóstico digital e receba recomendações para impulsionar o seu negócio e prepará-lo para o futuro.

Parceiro de Transformação Digital

Group Created with Sketch.

Parceiro Institucional

observatorio das empresas