Vodafone

Programa Praia Saudável

Especialmente no Verão, as zonas balneares revelam um elevado risco de ocorrência de acidentes, muitas vezes devido ao não cumprimento das regras de segurança, mas há também outros problemas identificados, a nível de poluição e acessibilidade, que levaram a Vodafone Portugal a assumir a dinamização do Programa Praia Saudável, onde conta com a parceria de diversas entidades que se agregaram ao projecto.

O programa foi iniciado em 2005, abrangendo 150 zonas balneares de Portugal Continental e das Regiões Autónomas, e envolvendo a Marinha Portuguesa, o Instituto da Água, o Instituto da Conservação da Natureza e da Biodiversidade, o Instituto Nacional para a Reabilitação e a Associação Bandeira Azul da Europa, que assinaram um protocolo de cooperação com a Fundação Vodafone Portugal.

O objectivo é contribuir para o aumento da segurança e qualidade do ambiente nas praias, assim como a acessibilidade a pessoas com mobilidade condicionada e a sensibilização de todos os frequentadores das zonas balneares para estas questões. Neste sentido foram disponibilizados, nas zonas balneares abrangidas, diversos equipamentos ligados à segurança, como motos de salvamento marítimo, macas flutuantes e torres de vigia, mas também passadeiras especiais para acesso em cadeira de rodas e ainda cadeiras de rodas anfíbias, os chamados “tiralós”.

A Vodafone Portugal aplicou também aqui o seu know how específico na área de telecomunicações, criando uma rede de comunicações móveis simplificada e acessível ao público, sendo fornecidos telefones móveis aos nadadores-salvadores e um número telefónico a cada posto de praia abrangido pelo programa. A implementação de uma VPN (Virtual Private Network) veio facilitar a comunicação entre as várias entidades identificadas como relevantes no suporte a situações de emergência.

As zonas balneares não vigiadas não ficaram também de fora deste programa, tendo sido criado o SOS Praias, um sistema de alerta e apoio ao salvamento desenhado especialmente para estas praias, que entrou em funcionamento em 2007 e que continuará a ser alargado.

Benefícios

Os resultados deste programa estendem-se às várias áreas abrangidas:

  • Segurança:


• O número de acidentes em zonas balneares no período abrangido pelo programa tem vindo a ser reduzido nos últimos sete anos, como mostram os dados publicados pela Marinha Portuguesa
• Aumentou o número de assistência a banhistas com utilização das motas e macas doadas pela Fundação Vodafone Portugal
• Nota-se a maior consciência revelada pelos utilizadores mais jovens no que diz respeito à obrigação do cumprimento das regras de segurança
  • Ambiente:


• Os cinzeiros de praia são mais usados, o que traz um impacto positivo na redução do lixo espalhado no areal
  • Acessibilidade:


• Aumentou o número de zonas balneares consideradas acessíveis
• Através do programa, o número de pessoas com mobilidade reduzida que pode usufruir das zonas balneares é cada vez maior
• Cada vez mais Municípios disponibilizam programas específicos de apoio a veraneantes com necessidades especiais